Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Ladrões de igrejas tramados por fotos de assaltos

Dupla condenada a penas suspensas e a multa de 4 mil euros.
Paula Gonçalves 8 de Janeiro de 2021 às 21:30
Igreja
Igreja FOTO: Getty Images

Dois assaltantes de igrejas tinham o hábito de fotografar os objetos que furtavam, em templos do distrito de Coimbra, para enviarem ao comprador.

As imagens, guardadas nos telemóveis, constituíram prova determinante para o Tribunal de Coimbra os poder associar aos furtos e os condenar a quatro anos e nove meses e cinco anos de prisão.

O facto de não terem antecedentes criminais e de confessarem parcialmente levou o coletivo de juízes a suspender-lhes as penas.

Ficam, no entanto, obrigados a pagar mais de quatro mil euros aos lesados e a fazer tratamento para a toxicodependência.

A decisão corresponde às expetativas de Vítor Gaspar, advogado de um dos arguidos. A dupla tinha as igrejas como alvo preferencial. Em 2020 assaltaram templos em Cantanhede, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz, furtando tudo o que podiam transportar, desde caixas de esmolas até equipamentos.

Em causa estavam quatro furtos, mas há registo de mais, que não faziam parte do processo por não terem sido apresentadas queixas. Os arguidos têm ainda outros inquéritos pendentes, relativos a mais furtos a igrejas.

Coimbra crime lei e justiça crime assalto tribunal
Ver comentários