Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Ladrões escapam a tiros da GNR

Quatro assaltantes foram perseguidos a tiro pela GNR, em Argoncilhe, Santa Maria da Feira, depois de assaltarem o estaleiro da junta de freguesia, na madrugada de anteontem.

10 de Agosto de 2012 às 01:00
José Moreira tentou assustar os ladrões e depois chamou a GNR
José Moreira tentou assustar os ladrões e depois chamou a GNR FOTO: Francisco Manuel

Pelo menos dois disparos terão atingido a viatura dos ladrões – num vidro e num pneu –, mas nem isso os travou e conseguiram escapar sem deixar rasto. "Quando vi o vidro a estilhaçar e o pneu a rebentar pus as mãos à cabeça e gritei: ‘Ai Jesus, que mataram alguém’", explicou ao CM o morador José Moreira.

A fugir aos disparos, os ladrões aceleraram pela rua da Igreja e desapareceram. "Os guardas deram, pelo menos, cinco tiros. Foi assustador. Só pedia para terem cuidado, porque a minha filha estava perto deles", acrescenta a testemunha.

Foi José quem chamou a GNR, depois de se aperceber de movimentações estranhas no estaleiro ao lado do prédio onde reside. "Vieram pela primeira vez cerca das 02h30, fizeram uma carga e regressaram uma hora depois." José chamou a GNR e accionou o alarme do carro para os assustar, mas não resultou. A GNR chegou momentos depois e tentou a abordagem, mas os ladrões não se intimidaram e fugiram.

"Nos últimos tempos, os assaltos sucedem-se a um ritmo alucinante", afirma Manuel Santos, secretário da junta de freguesia. Estabelecimentos, estaleiros e moradias, nada escapa aos ladrões. "A GNR esforça-se, mas está limitada e não pode fazer mais", diz, admitindo a incapacidade dos guardas para travar a onda de furtos.

ROUBO FURTO ASSALTO TIROS GNR SANTA MARIA DA FEIRA
Ver comentários