Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Ladrões espancam e são libertados

Agredido violentamente ao murro, pontapé e com a coronha de uma arma, por dois homens que lhe roubaram o Opel Frontera e que o tentaram sequestrar, um homem com cerca de 30 anos teve de ser socorrido e submetido a uma cirurgia num hospital do Porto. Os ladrões, pai e filho, de 43 e 21 anos, feirantes e residentes no Bairro do Cerco, foram detidos anteontem pela Polícia Judiciária do Porto. Apesar de extremamente violentos, depois de presentes a um juiz de instrução, saíram em liberdade.
6 de Julho de 2011 às 00:30
Vítima foi agredida por dois assaltantes e lançou-se para o chão para evitar sequestro
Vítima foi agredida por dois assaltantes e lançou-se para o chão para evitar sequestro FOTO: Simulação

O caso remonta à tarde de 8 de Maio deste ano, na rua da Lomba, em Campanhã, no Porto, em zona próxima à esquadra da PSP. A vítima estava a estacionar quando foi surpreendida por um Audi – no qual seguiam quatro ladrões –, que lhe barrou a passagem. De rompante, um dos agressores saiu do carro, dirigiu-se ao condutor e deu-lhe vários socos. Atordoado e já deitado no banco, foi ainda agredido por outro com a coronha da arma. O homem não reagiu e só conseguiu fugir após perceber que os objectivos da dupla passavam não só pelo roubo do carro, mas também pelo seu sequestro. À PSP, a vítima contou que se lançou para o chão e que os ladrões fugiram a alta velocidade. Além do pai e do filho, há ainda mais dois comparsas. O jipe não foi recuperado.

A vítima ficou sem um computador portátil, de 500 euros, a carteira com os documentos e 45 euros. Esteve internado vários dias.

Os dois detidos, sem antecedentes, terão de se apresentar três vezes por semana à esquadra da área de residência. Estão também proibidos de contactar com a vítima.

PORTO POLÍCIA JUDICIÁRIA ASSALTOS LADRÕES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)