Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

LADRÕES FAZEM ESTRAGO EM JUNTA DE FREGUESIA

A sede da Junta de Freguesia de Vila Nova da Barquinha foi assaltada pela segunda vez no espaço de um ano e apesar do valor do furto não ter sido grande, os ladrões deixaram estragos avaliados em 750 euros.
29 de Dezembro de 2002 às 00:00
"É nítido que a intenção era virem ao dinheiro", afirma Ilídio Carreira, secretário da autarquia, admitindo que os assaltantes pensassem haver valores no edifício pelo facto de ali serem cobrados os recibos da água e electricidade.

Como as importâncias recebidas nunca são deixadas na Junta de Freguesia, na madrugada de sexta-feira os assaltantes levaram apenas "uns 25 euros em trocos e duas garrafas de vinho" oferecidas no Natal aos elementos do executivo. Os prejuízos maiores derivam dos estragos feitos pelos assaltantes para entrar e movimentar-se no edifício.

Segundo Ilídio Carreira, os larápios terão usado um pé-de-cabra para arrombar uma porta nas traseiras do prédio, entraram pela sala de reuniões e depois partiram o vidro do ‘guichet’ para ter acesso à zona administrativa. Ao contrário do que aconteceu no primeiro assalto, onde se verificaram actos deliberados de vandalismo, desta vez os assaltantes movimentaram-se com subtileza, tendo até o cuidado de juntar os vidros partidos em cima de um tapete. "Estes foram todos diplomatas", ironiza o secretário da Junta de Freguesia.

Enquanto permaneceram no interior do edifício, os assaltantes revistaram as gavetas das secretárias, sem as remexer, acabando por abandonar o local com as moedas utilizadas para os trocos e as duas garrafas de vinho. Os prejuízos ascendem a 750 euros mas estão cobertos pelo seguro. A GNR de Vila Nova da Barquinha esteve no local a recolher eventuais pistas e vai prosseguir a investigação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)