Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Ladrões poupam turistas ingleses

Os turistas ingleses sentem-se seguros em Portugal, porque é o País onde são menos vítimas de roubos e fraudes com cartões de crédito, de acordo com um estudo de uma multinacional especializada em seguros. Em contrapartida, Espanha obtém o pior resultado, registando mais de um quarto deste tipo de crimes.
7 de Setembro de 2007 às 00:00
Portugal apresenta um índice baixo de roubo de cartões
Portugal apresenta um índice baixo de roubo de cartões FOTO: Mira
Numa lista de dez países, Portugal aparece em último, com 241 ocorrências, segundo um estudo feito no Reino Unido pela Card Protection Plan (CPP), que abrangeu mais de nove mil turistas ingleses que tiveram problemas no estrangeiro com os seus cartões de débito e crédito, entre Abril de 2006 e Maio deste ano. Os casos dizem respeito a crimes de roubo e fraude, e a perda de cartões.
Do total de 9196 casos registados, 2557 (27,8 por cento) ocorreram em Espanha, seguindo-se França e Itália, com 1131 e 826 casos. Na lista dos países com mais ocorrências figuram ainda os EUA (com 812 casos), Austrália (528), Tailândia (478), Irlanda (292), África do Sul (253) e a República Checa (245).
Segundo Zoe Manton, chefe do serviço de protecção de cartões da CPP, “em países em que o ‘chip’ e o ‘pin’ não estão largamente disponíveis, os criminosos têm amplas oportunidades para fazer uma leitura rápida dos cartões e cometer actividades fraudulentas”.
Por outro lado, dados recentes da associação inglesa de Serviços de Pagamento indicam que em 2006 houve um crescimento de 43 por cento de casos de fraude no estrangeiro, o que representou mais de um quarto das ocorrências no Reino Unido e teve um custo estimado em 79,785 milhões de euros. Em 2005 esta percentagem situou-se nos 19 por cento.
Os aeroportos, as estações de comboio e as paragens de táxis são os principais pontos de roubo de cartões, segundo o estudo da CPP, que oferece planos de protecção de cartões em 150 países e territórios, a mais de 11 milhões de clientes.
Segundo Paulo Santos, do departamento comercial, a empresa iniciou a sua actividade em Portugal em 1990 e conta já com cem mil clientes, sendo a “única a oferecer uma protecção completa” contra fraudes, roubos e perdas dos cartões de débito e crédito.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)