Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Ladrões de malas traídos pela net

Vendiam bens roubados no aeroporto através de sites.
Ana Sofia Coelho e Liliana Rodrigues 14 de Maio de 2015 às 08:01
Denúncias de passageiros sobre furtos nas malas no aeroporto do Porto duravam há vários anos
Denúncias de passageiros sobre furtos nas malas no aeroporto do Porto duravam há vários anos FOTO: D.R.

Roubavam bens de valor do interior de malas de passageiros do aeroporto do Porto, e depois vendiam muitos deles através de sites da internet. Foram essas transações que permitiram à investigação reunir indícios claros para avançar com as cerca de 20 buscas levadas a cabo, na terça- -feira, pela GNR, visando, até ao momento, 23 funcionários da Groundforce e Portway.

Ao CM, a primeira empresa revelou que já se encontra em curso um inquérito interno. Não foi possível obter resposta da parte da Portway.

Ao que o CM apurou, só num cacifo de um dos suspeitos – constituídos arguidos –, a GNR encontrou 3500 euros, que foram apreendidos. Na casa de outro funcionário, estavam cerca de 50 perfumes. Foram ainda apanhados relógios, tablets, telemóveis, tabaco – incluindo maços comprados em aeroportos e, portanto, apenas possíveis de serem extraviados durante a viagem – entre outros bens.

As queixas de passageiros duravam há anos e os chefes de equipa de operadores de rampa comunicavam-nas também às autoridades. Recentemente, dois trabalhadores terão sido surpreendidos em flagrante, o que acelerou a investigação, que passou a integrar vigilâncias no local. A ação de terça-feira envolveu 120 militares.
Porto GNR economia negócios e finanças tecnologias de informação crime lei e justiça segurança
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)