Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Lancha suspeita

Uma avaria terá sido o que obrigou, na madrugada de ontem, uma lancha rápida marroquina a acostar na praia da Mareta, Sagres. Foram apanhados em terra três homens, mas dois outros terão fugido. As autoridades suspeitam que o barco, com dois motores de 250 cavalos cada, tenha transportado droga (embora nada tenha sido encontrado) e não clandestinos. “Foi por isso que a investigação foi entregue à PJ”, explicou fonte da Brigada Fiscal.
20 de Março de 2008 às 00:30
Suspeitos foram entregues pela Brigada Fiscal à PJ
Suspeitos foram entregues pela Brigada Fiscal à PJ FOTO: José Carlos Campos
O CM apurou que o semi-rígido, de dez metros de comprimento, tinha alguma água no depósito de combustível. Além disso, apenas existiam 180 litros de gasolina, em seis bidões, quantidade insuficiente para a viagem de regresso.

Após a acostagem, dois marroquinos perguntaram se ali era Espanha a populares, os quais alertaram a GNR, que comunicou o caso à Brigada Fiscal. Um dos suspeitos foi detido junto ao barco e dois outros próximo de Vila do Bispo. Indocumentados, tinham 700 euros em dinheiro marroquino, telemóveis, um GPS e um telefone por satélite.
Ver comentários