Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Lesões de Leonor são de alturas diferentes

Duas especialistas em Medicina Legal afirmaram esta quinta-feira no Tribunal de Faro que as lesões de Leonor Cipriano não foram cometidas todas no mesmo período de tempo por “apresentarem cores diferentes”.
27 de Novembro de 2008 às 17:57
As duas especialistas analisaram as fotos das alegadas agressões de Leonor Cipriano
As duas especialistas analisaram as fotos das alegadas agressões de Leonor Cipriano FOTO: d.r.

“Existem lesões na cabeça, tronco, membro superior e tórax, mas não têm todas a mesma temporalidade, porque têm cores diferentes”, afirmou a médica legista Rosa Maria da Silva.

Na sexta sessão do julgamento dos inspectores da Polícia Judiciária por alegadas agressões à mãe de Joana, a especialista referiu que as fotos que analisou “ou não foram todas tiradas no mesmo dia” no Estabelecimento Prisional de Odemira, onde cumpre pena por homicídio da filha, ou “alguma coisa se passou”.

Quanto às causas das lesões, a médica concluiu que tanto podem ter sido derivadas de socos, como de uma queda nas escadas.

À mesma conclusão chegou outra médica legista, Tânia Maio, que considerou que as fotografias demonstram “momentos diferentes de lesão”, porque a “cor e as lesões” diferem de foto para foto.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)