Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Leva 19 anos por degolar mulher

"O senhor matou a sua esposa de uma forma atroz", disse ontem a presidente do colectivo de juízes do Tribunal de Benavente a Bouna Sacko, depois de o condenar a 19 anos de prisão por ter degolado a sua companheira, Helmina Biem, a 11 de Setembro do ano passado, em Samora Correia. O homicida, de 26 anos e natural da Guiné, foi ainda condenado a uma pena acessória de expulsão do País por 10 anos – quando cumprir dois terços da pena – e ao pagamento de uma indemnização de 180 mil euros à mãe da vítima.

13 de Julho de 2012 às 01:00
O homicida, de 26 anos, a entrar ontem no tribunal
O homicida, de 26 anos, a entrar ontem no tribunal FOTO: João Nuno Pepino

O tribunal deu como provado que, durante uma discussão conjugal, Bouna Sacko muniu-se de uma faca de cozinha e esfaqueou sete vezes a própria mulher, que estava nua e vulnerável no quarto da casa onde residia o casal, em Samora Correia.

O homicida alegou, durante o julgamento, que Helmina Biem o teria atacado primeiro também com uma faca, mas o colectivo, presidido pela juíza Carla Ventura, não acreditou nem deu importância ao seu relato.

O acórdão, que salienta a natureza "particularmente bárbara e violenta do crime", confirma que todos os golpes desferidos no corpo da vítima indiciam que a mulher apenas se tentou defender da fúria do marido, que a queria obrigar a ter um filho para poder legalizar a sua situação em Portugal.

Quanto aos ferimentos exibidos por Bouna Sacko, o colectivo de juízes deu como provado que o arguido os infligiu a si próprio, "sentado a um canto da casa de banho" e duas a três horas depois de ter assassinado a mulher.

"Só não sabemos se o fez para se suicidar, depois do acto bárbaro que cometeu, ou para se tentar desculpabilizar", salientou ainda a juíza durante a leitura do acórdão.

Benavente assassino ordem expulsão País degolar tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)