Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Levado pela ribeira

Dezenas de elementos dos bombeiros, PSP e Polícia Marítima percorrem desde quarta-feira o leito de uma ribeira da ilha açoriana do Faial, com o objectivo de encontrar um rapaz de 12 anos que foi arrastado pela corrente quando atravessava o curso de água.
14 de Setembro de 2007 às 00:00
Chuvas torrenciais fizeram aumentar repentinamente o curso da ribeira, arrastando a vítima
Chuvas torrenciais fizeram aumentar repentinamente o curso da ribeira, arrastando a vítima FOTO: Ricardo Freitas/Incentivo
Ruben Cipriano seguia com o pai de mota quando, na tarde de quarta-feira, um tronco colidiu com o veículo a meio da travessia. Após um dia de chuvas intensas, o caudal da ribeira estava muito forte e os dois foram arrastados pela corrente. O pai ainda conseguiu chegar à margem e correu a pedir ajuda para retirar o rapaz da água. No entanto, quando regressou ao local o menor já tinha desaparecido nas águas revoltas da ribeira, na zona de Cabouco, freguesia de Pedro Miguel.
Alertadas pelo pai de Ruben, as autoridades lançaram de imediato uma operação de buscas, na esperança de encontrar o rapaz com vida, mas não foi possível localizá--lo nem em terra nem no mar – onde a ribeira desagua. Barcos da Polícia Marítima patrulharam a costa à procura do corpo, sem resultados. As operações foram interrompidas perto da meia-noite e foram retomadas às 08h00 de ontem.
Raul Dionísio, capitão do Porto da Horta, explicou ao CM que a ribeira “não segue directamente para o mar – tem uma série de quedas de água e, quando o caudal baixa, formam-se várias pequenas represas.
Durante as buscas de ontem – em que participaram 41 elementos dos Bombeiros Voluntários Faialenses, agentes da PSP e dos Serviços de Ambiente do Faial, apoiados por militares da Polícia Marítima e por dezenas de populares que percorreram todo o curso da ribeira –, foram encontradas uma camisa e um par de calças que a mãe da criança confirmou pertencerem ao desaparecido. A Cruz Vermelha Portuguesa também enviou para o local uma equipa de socorristas, mas as hipóteses de o menor ser encontrado com vida são praticamente nulas.
A meio da tarde de ontem, juntaram-se às buscas duas equipas cinotécnicas da GNR da Ilha Terceira. Os militares e os cães percorreram a região à procura do corpo de Ruben.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)