Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Líder de seita viola crianças e pede pena máxima para si próprio

Rui Pedro violou o próprio filho e filmou os abusos. Era o líder da ‘Verdade Celestial’.
Magali Pinto 28 de Novembro de 2017 às 09:28
Seita 'Verdade Celestial' violava menores
Abuso sexual
Rapariga
Seita 'Verdade Celestial' violava menores
Abuso sexual
Rapariga
Seita 'Verdade Celestial' violava menores
Abuso sexual
Rapariga
Em causa estão dezenas de crimes de abuso sexual e pornografia de menores. Rui Pedro era o líder da seita ‘Verdade Celestial’ que estava instalada em Brejos do Assa, em Palmela. Ao todo, oito crianças, com idades compreendidas entre os seis e os quinze anos, foram sujeitas a várias práticas sexuais.

Esta segunda-feira no tribunal de Setúbal, durante as alegações finais, o arguido, de 34 anos, pediu a pena máxima, ou seja, 25 anos de prisão, pelos crimes que ele próprio cometeu. Pediu mais do que o Ministério Público, que apontou os 23 anos de cadeia como sendo uma pena justa.

A leitura do acórdão está marcada para o dia 12 de dezembro. Rui Pedro afirmava que era o ‘mestre’ e sob este pretexto dizia aos pais das crianças que elas tinham de passar a noite consigo na quinta para serem ‘curadas’. Era nessa altura que eram sujeitas às violações. 

Os abusos eram gravados e os vídeos vendidos a outros pedófilos na internet. 

Durante o julgamento, apenas falaram dois dos oito arguidos que apontaram o dedo ao cabecilha da rede, que chegou mesmo a abusar sexualmente de um dos filhos e a enviar fotos do menino nu a outros violadores.
Rui Pedro Verdade Celestial Assa Ministério Público Palmela Setúbal crime lei e justiça crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)