Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Líder dos chefes da PSP recusa desculpas de homem que o agrediu no Montijo

"Se aceitasse, abriria um precedente grave contra todos os polícias agredidos", afirmou.
M.C. 27 de Setembro de 2019 às 08:59
Carlos Meireles, presidente do Sindicato dos Chefes da PSP
PSP
PSP
PSP costas
Carlos Meireles, presidente do Sindicato dos Chefes da PSP
PSP
PSP
PSP costas
Carlos Meireles, presidente do Sindicato dos Chefes da PSP
PSP
PSP
PSP costas
O chefe Carlos Meireles, presidente do Sindicato dos Chefes da PSP, recusou o pedido de desculpas do homem que a 11 de novembro de 2017 o esbofeteou na esquadra do Montijo, quando o polícia o tentava impedir de agredir a própria mãe.

O líder sindical disse ao CM ter sido chamado ao Ministério Público do Montijo para uma tentativa de conciliação e assim evitar que o processo fosse a julgamento. No entanto, Carlos Meireles recusou.

"Senti que se aceitasse, abriria um precedente grave contra todos os polícias agredidos", afirmou.
PSP Montijo Carlos Meireles crime lei e justiça polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)