Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Líder skin detido com armas

Mário Machado, de 29 anos, um dos líderes do movimento de extrema-direita Frente Nacional e que no último ano tem sido porta-voz da organização, foi ontem à tarde (18h50) detido em sua casa, na zona de Loures, por posse de armamento ilegal.
7 de Junho de 2006 às 00:00
Na reportagem, Mário Machado  afirmou que vários outros skinheads possuem armamento e que estão preparados para o usar 'quando for preciso'
Na reportagem, Mário Machado afirmou que vários outros skinheads possuem armamento e que estão preparados para o usar 'quando for preciso' FOTO: Imagem RTP
A PSP deteve-o após ter visionado a promoção ao programa ‘Em Reportagem’, emitido ontem à noite na RTP 1, em que Mário Machado mostrava a sua caçadeira automática de oito tiros e apelava a que todos os nacionalistas tenham uma arma, o que dizia ser “perfeitamente legal”.
A PSP pediu um mandado e entrou na casa do líder da Frente Nacional – que sábado deveria discurar na Festa dos Povos, Alemanha, viagem que não fará devido ao Termo de Identidade e Residência que ontem lhe foi posto e impede a saída do País –, apreendendo a referida caçadeira (ilegal), um revólver irregular, uma besta e um aparelho de choques eléctricos, além de diversas munições, tudo proibido.
Mário Machado foi conduzido à esquadra da PSP de Odivelas, onde terá passado a noite. Será hoje de manhã presente a um juiz, indiciado por posse de armamento ilegal.
Mário Machado aderiu ao movimento aos 13 anos, através de uma claque. É um dos poucos portugueses a pertencer aos ‘Hamerskins’ – considerados clandestinos pelas autoridades –, que alegadamente defendem a violência para fazer vingar os valores nacionalistas.
PARTIDO DIZ ESTAR 'SOLIDÁRIO'
José Pinto Coelho, presidente do Partido Nacional Renovador, de extrema-direita, disse estar solidário e dar o seu “apoio incondicional” a Mário Machado.
Pinto Coelho afirmou rejeitar os apelos ao armamento e violência, apesar de os compreender: “Temos uma luta desigual e este tipo de atitude mais musculada é natural. O Mário não é inconsciente e se mostrou a arma é porque é legal.” Fonte da Frente Nacional disse ao CM estranhar a “rapidez policial”, insinuando que o mandado já estava pronto “há dias” e que a detenção visou impedir que Mário Machado vá à Alemanha discursar.
Segurança de profissão, Mário Machado foi condenado, em 1997, a uma pena de prisão de quatro anos e 3 meses por envolvimento na morte de Alcino Monteiro – crime de 1995, no Bairro Alto, que levou à condenação de 17 cabeças-rapadas. Consta dos registos das polícias europeias. Está actualmente a ser julgado no Tribunal da Boa-Hora, Lisboa, por extorsão, dois crimes de sequestro e posse ilegal de arma.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)