Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

LINHA VERDE APOIA MILITARES NO EXTERIOR

A ligação entre as famílias e os militares que se encontram em serviço no exterior passará a ser mais fácil na sequência de um número verde criado para o efeito pelo Ministério da Defesa (MDN), segundo despacho do ministro Paulo Portas.
30 de Dezembro de 2002 às 00:00
O número gratuito, o 800 202 000, vai passar a funcionar a partir de hoje, apoiado também por um endereço electrónico (linha.verde@emgfa.pt), ambos no Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

De acordo com o despacho de Paulo Portas, a linha verde agora criada “tem por objectivo criar um serviço centralizado e gratuito”, para “responder aos pedidos de informação solicitados pelas famílias dos militares destacados, ou encaminhá-los para os serviços centrais” do MDN, EMGFA, ou ramos. As respostas, promete o documento, serão dadas “no prazo máximo de 24 horas”.

A linha verde vai funcionar oito horas por dia – o horário normal de expediente – e no restante período fica a funcionar um sistema de gravação de mensagens. No entanto, segundo o despacho, “quando se justifique, por razões de alteração à situação normal, o serviço de atendimento telefónico é reforçado, passando a funcionar 24 horas por dia”.

No entanto, “para salvaguardar a privacidade dos militares destacados, qualquer informação de carácter pessoal não poderá ser transmitida pelo serviço de atendimento, devendo esses pedidos ser expressamente autorizados pelos militares”.

Um serviço deste tipo era pedido desde 1998 pela Associação Nacional de Sargentos (ANS), mas nunca nenhum ministro da Defesa tinha antes concretizado esta necessidade, segundo adiantou um dirigente da ANS.
Ver comentários