Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Luso-venezuelano libertado após 18 dias de cativeiro

Um luso-venezuelano radicado na cidade de Valência, estado de Carabobo (200 quilómetros a oeste de Caracas) foi libertado na sexta-feira pelos seus raptores depois de permanecer 18 dias em cativeiro, revelou à Lusa fonte próxima da família.
18 de Fevereiro de 2012 às 11:43
Raptos são frequentes na Venezuela
Raptos são frequentes na Venezuela FOTO: Reuters

Segundo a fonte, o luso-venezuelano, construtor civil de profissão e com 40 anos, foi interceptado por vários indivíduos armados a 31 de Janeiro pelas 07h00 locais (11h00 em Lisboa), quando estava a sair de casa para ir trabalhar.

Fontes não oficiais dão conta que o luso-venezuelano, natural de Aveiro, teria sido levado pelos raptores para o vizinho estado de Lara, 200 quilómetros a oeste da cidade onde vive.

As fontes não confirmaram se houve qualquer tipo de negociações com os raptores, nomeadamente se teriam realizado o resgate.

Luso-venezuelano Venezuela Aveiro Cativeiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)