Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mãe de jovem com doença rara revoltada por falta de apoios

João Sampaio sofre de doença rara e depende de terceiros para tudo.
Patrícia Lima Leitão 13 de Fevereiro de 2019 às 08:49
A carregar o vídeo ...
João Sampaio sofre de doença rara e depende de terceiros para tudo.
João Sampaio, de 37 anos, viu ser-lhe diagnosticada, aos 28, uma doença neurodegenerativa rara que o tornou dependente de terceiros nas necessidades mais básicas do dia a dia.

Com o passar do tempo, o estado de saúde foi-se agravando, o que levou a mãe a requerer, à Segurança Social, o complemento por dependência em 2º grau (já beneficiava do 1º grau). O pedido foi negado, por duas vezes, o que gerou revolta.

"O doente encontra-se totalmente dependente de terceiros para atividades da vida diária", lê-se no atestado passado por uma médica do Hospital de Santo António que incentivou Albina Sampaio a pedir a revisão do grau de dependência.

A resposta por parte da Junta Médica da Segurança Social foi esta: "O processo de verificação foi concluído, tendo sido considerado que não se encontrava na situação de dependência, pelo que não reúne as condições legais para atribuição do complemento requerido".

Os recursos interpostos também não surtiram efeito. Mais acrescenta, ao CM, que o 2º grau é atribuído em situações de "acamados ou que apresentem quadros de demência grave".

"A demência é muito grave. A parte motora e mental está totalmente afetada. E ele só não está acamado porque eu ainda tenho forças para o tirar da cama e meter na cadeira de rodas. Quando deixar de ter ele também não vai sair da cama", referiu a mãe.

"Esta luta não é pelo dinheiro, é pelos muitos ‘Joões’ que sofrem com falta de dignidade. Não anda, não come sozinho, não se expressa, depende de mim a 100%", concluiu.

O 1º e o 2º graus distanciam-se por 84,13€, tendo o mais baixo o valor de 105,16 €.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)