Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mãe de Martim não vai recorrer

Ana Rita Leonardo garantiu ontem ao CM que não vai recorrer da decisão do Tribunal de Menores de Cascais de entregar a guarda provisória do filho, Martim, aos avós paternos.
15 de Dezembro de 2009 às 00:30
Martim, filho de Ana Rita Leonardo vai viver com os avós paternos
Martim, filho de Ana Rita Leonardo vai viver com os avós paternos FOTO: Nuno Jesus

A mãe adolescente, que em Julho fez greve de fome para reaver o filho e impedir que fosse encaminhado para adopção, quer evitar conflitos com a família de Paulo Matos, pai de Martim. "Não vou recorrer, não quero guerras com a família do Paulo. O Martim vai ficar entregue aos avós paternos e eu vou poder visitá-lo. Tem de estar tanto tempo com um como com o outro", disse Ana Rita.

Paulo Matos gostou da decisão da Justiça e garante estar "em sintonia" com Ana Rita. "Claro que fico satisfeito, mas ela também tem todo o direito e obrigação de estar com o Martim e fazer o papel de mãe", disse.

A decisão do tribunal foi confirmada ontem por Isilda Pegado, advogada dos pais, mas só amanhã será anunciada pelo tribunal. O avô paterno de Martim, Manuel Teixeira, prefere aguardar: "Oficialmente não há ainda decisão, só quarta-feira é que vamos saber." Martim, de quase três anos, está numa instituição em Carcavelos desde Julho, depois de o processo de adopção ter sido suspenso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)