Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mãe e filha ameaçam, vandalizam consultório e partem óculos a médica

Duas mulheres, de 73 e 43 anos, acabaram presas pela PSP.
Ágata Rodrigues 15 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Centro de Saúde de Nevogilde
Carla Ferraz
Centro de Saúde de Nevogilde
Carla Ferraz
Centro de Saúde de Nevogilde
Carla Ferraz
"A médica saiu do consultório para pedir ajuda assim que percebeu a conduta das duas utentes e, quando chegou, tinham-lhe partido o telemóvel, óculos, outros pertences e também algum material médico", contou esta sexta-feira ao Correio da Manhã Carla Ferraz, diretora executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Porto Ocidental, relatando o ataque de que foi alvo uma clínica no Centro de Saúde de Nevogilde, no Porto, na quinta-feira à tarde.

A profissional de Saúde, de 65 anos, foi ameaçada por duas mulheres, mãe e filha, de 73 e 43, que vandalizaram ainda o consultório. Injuriaram depois os agentes da PSP que se deslocaram ao local. Acabaram detidas e levadas para o Hospital de Santo António, após manifestarem sintomas de ansiedade.  


"Tudo isto porque queriam que a médica conseguisse uma consulta de especialidade com outro médico num hospital. Ela ficou muito abalada com a situação", explicou ainda ao CM a responsável. A médica não compareceu ontem ao trabalho, por ter medo de represálias. As duas mulheres, que são utentes da médica há vários anos e que nunca terão tido um comportamento desta natureza, foram notificadas para comparecerem no Tribunal de Pequena Instância Criminal do Porto.

No ano passado, foram registados pelo menos dois casos semelhantes a este. "O ideal seria termos um botão de pânico nos consultórios e rondas policiais em todos os centros", sublinhou ainda Carla Ferraz.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)