Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mãe fica sem bebé

Uma menina de dois anos foi retirada pela Segurança Social, por ordem do Tribunal de Viseu, à família que a acolheu desde os quatro meses porque a mãe biológica “não tinha condições para a tratar”.
17 de Março de 2007 às 00:00
Lúcia Coelho, residente em Moselos – a mulher que a criou – está “indignada e revoltada” com a Justiça e não aceita que “de um dia para o outro” lhe tivessem tirado a menina, Mariana Filipa, que completou dois anos a 27 de Fevereiro. “Ela estava bem cuidada e feliz”, diz.
“A menina foi-me entregue pela mãe, que andava e anda na prostituição, a 4 de Julho de 2005. Na altura estava doente e ninguém a queria e agora já há gente que a quer”, desabafa Lúcia Coelho, casada com um emigrante em França e que não pode ter filhos. A mulher conta que na altura falou com a Segurança Social e com a Comissão de Protecção de Menores. “Mas as técnicas apenas vieram cá ver a Mariana uma única vez”, conta. Só um ano depois foi ouvida pela primeira vez pelo tribunal.
No dia 8 de Fevereiro foi chamada ao tribunal e ficou a saber que a criança “ia ser entregue ao avô paterno”. A mulher diz que a decisão teve por base testemunhos que não lhe foram favoráveis. “Eu cuidava bem dela, era a minha filha e dava-lhe amor. A mãe da Mariana é prostituta e o pai está preso”, afirma.
Na última segunda-feira uma assistente social, uma psicóloga e a polícia foram a sua casa e retiraram-lhe a menina. Foi entregue ao avô paterno que reside em Viseu.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)