Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mãe mata menino e rejeita novo bebé

Dois anos depois da morte do filho, André, de apenas seis anos, que atirou ao rio, no cais de Avintes, em Gaia, Anabela Fernandes voltou a ser internada na ala de psiquiatria de um hospital. Há três meses foi mãe de uma menina, mas mais uma vez não aguentou ter de cuidar de um filho. Rejeitou estar junto da pequena Sara e entregou-a aos cuidados do marido, José.
17 de Outubro de 2011 às 01:00
Anabela atirou o filho André ao rio, no cais de Avintes, em Gaia. Mergulhadores recuperaram corpo do menor um dia depois
Anabela atirou o filho André ao rio, no cais de Avintes, em Gaia. Mergulhadores recuperaram corpo do menor um dia depois FOTO: Rui Manuel Fonseca

Temendo que a mulher pudesse voltar a cometer uma loucura, o homem decidiu interná-la. Anabela esteve durante algum tempo no Hospital de Magalhães Lemos, no Porto. Recentemente, foi transferida para o Hospital Eduardo Santos Silva, em Gaia. Não se sabe quanto tempo terá de permanecer na unidade.

"O marido estava decidido a refazer a sua vida. Tiveram uma menina, mas correu tudo mal. Quando a bebé tinha um mês, ela começou a dizer que não queria cuidar da criança. Toda a gente ficou com muito medo do que ela pudesse fazer", contou ao CM um familiar. José sempre permaneceu ao lado da mulher e perdoou-lhe o facto de ter matado o seu único filho.

A mulher entretanto engravidou, mas, após o nascimento da filha, Sara, Anabela entrou novamente em depressão. Recorde-se que a mulher atirou o filho ao rio em Outubro de 2009. Anabela foi detida pela PJ do Porto e indiciada pelo crime de exposição ao perigo. O processo já foi enviado para o Ministério Público, mas ainda não foi deduzida acusação.

"LEMBRAM-SE TODOS OS DIAS DO NETO"

Embora tenham tentado ajudar a filha a recuperar e a iniciar uma nova fase na sua vida, os pais de Anabela ainda hoje se questionam sobre os motivos que levaram a filha a matar André. Os avós visitam todas as semanas a campa da criança.

"Eles choram muito pelo neto, lembram-se dele todos os dias. Amavam muito aquele menino, e no fundo eles não conseguem perdoar o que a Anabela fez. Tentam ajudá-la, mas não esquecem", disse ao Correio da Manhã um familiar.

Os pais de Anabela têm também tentado ajudar José. São muitas vezes eles que tomam conta da pequena Sara.

ANABELA MÃE MENINO GAIA MENINA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)