Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Máfia do meixão lucra 2,3 milhões de euros na Ásia

Investigação da GNR de Setúbal leva a apreensão milionária em Viana do Castelo.
João Carlos Rodrigues 14 de Abril de 2019 às 01:30
Milhares de euros e armas foram apreendidos pela GNR na zona do Minho
Grupo usava tanques especiais em automóveis
Meixão vale 7500 euros por quilo na Ásia
Milhares de euros e armas foram apreendidos pela GNR na zona do Minho
Grupo usava tanques especiais em automóveis
Meixão vale 7500 euros por quilo na Ásia
Milhares de euros e armas foram apreendidos pela GNR na zona do Minho
Grupo usava tanques especiais em automóveis
Meixão vale 7500 euros por quilo na Ásia
Uma investigação da GNR de Setúbal, que se estendeu até Viana do Castelo - a operação freshwater, já levou à apreensão de 330 quilos de meixão (enguias ainda em estado larvar que em Portugal são vendidas por valores entre os 500 e os 1000 euros/quilo, mas em países asiáticos ascende a mais de 7500 euros) e à constituição de 19 arguidos por crimes de dano contra a natureza, comércio ilegal, contrabando qualificado, branqueamento de capitais e associação criminosa.

O esquema agora desmantelado poderia render 2,3 milhões de euros a estes grupos mafiosos.

Só durante a última semana, uma rusga no cumprimento de dez mandados de busca, a maior parte na zona de Viana do Castelo, levou à deteção de mais cinco suspeitos.

De acordo com a GNR, o grupo é constituído por portugueses e chineses, entre os 30 e os 60 anos, com elevada organização e diversas células espalhadas pela Europa.

Compram o meixão a pescadores portugueses que o apanham ilegalmente em rios de norte a sul de Portugal e depois recorrem a ‘correios’ para transportarem esta iguaria para países como a China, o Vietname, a Tailândia e as Filipinas.

Nesta ação, que contou com o apoio de elementos da Unidade de Ação Fiscal e do Instituto da Conservação da Natureza, foram apreendidos 20 quilos de meixão , dois veículos equipados com tanques especiais para o transporte do meixão ainda vivo (com filtros e bombas de oxigenação), duas garrafas de oxigénio industrial, cinco armas de fogo e munições de diversos calibres e 43 mil euros em numerário.

PORMENORES 
Espécie em risco
A enguia europeia é uma espécie animal designada por Anguilla Anguilla, conhecida por meixão quando ainda está no estado larvar (enguia bebé) e está classificada como "espécie em perigo".

Rio Minho
Em Portugal, a captura de meixão só é permitida no rio Minho a pescadores autorizados, em período sazonal, após certificado do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

Aguardente
Numa das casas alvo de buscas foram encontrados três mil litros de aguardente produzida ilegalmente. O visado, de 62 anos, foi constituído arguido por fuga ao Fisco no valor de 20 mil euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)