Máfia do meixão lucra 2,3 milhões de euros na Ásia

Investigação da GNR de Setúbal leva a apreensão milionária em Viana do Castelo.
Por João Carlos Rodrigues|14.04.19
Uma investigação da GNR de Setúbal, que se estendeu até Viana do Castelo - a operação freshwater, já levou à apreensão de 330 quilos de meixão (enguias ainda em estado larvar que em Portugal são vendidas por valores entre os 500 e os 1000 euros/quilo, mas em países asiáticos ascende a mais de 7500 euros) e à constituição de 19 arguidos por crimes de dano contra a natureza, comércio ilegal, contrabando qualificado, branqueamento de capitais e associação criminosa.
Máfia do meixão lucra 2,3 milhões de euros na Ásia

O esquema agora desmantelado poderia render 2,3 milhões de euros a estes grupos mafiosos.

Só durante a última semana, uma rusga no cumprimento de dez mandados de busca, a maior parte na zona de Viana do Castelo, levou à deteção de mais cinco suspeitos.

De acordo com a GNR, o grupo é constituído por portugueses e chineses, entre os 30 e os 60 anos, com elevada organização e diversas células espalhadas pela Europa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!