Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mais abusos na Casa Pia

Dois irmãos, com fortes indícios de terem sido vítimas de abuso sexual e violação por parte de colegas, entre Janeiro e Março, foram retirados da Casa Pia de Lisboa por ordem do Tribunal de Família e Menores. A provedora da Casa Pia, Joaquina Madeira, disse que tomou conhecimento do caso em Fevereiro, um mês antes de os menores serem entregues à mãe. Joaquina Madeira esclareceu que soube dos abusos não pela directora do Colégio de Santa Clara, Fátima Consciência, mas sim pela Comissão de Protecção de Menores, que informou o Ministério Público e a Segurança Social.

10 de Maio de 2009 às 00:30
Provedoria avançou com inquérito após saber das agressões sexuais
Provedoria avançou com inquérito após saber das agressões sexuais FOTO: Pedro Catarino

Joaquina Madeira defende que o procedimento de Fátima Consciência e de uma funcionária (estão suspensas) não foi o mais correcto. Foi aberto um inquérito cuja sanção máxima será o despedimento. A directora deveria ter dado orientações do que fazer em casos destes, o que não aconteceu. A funcionária, perante os indícios, não actuou como devia, explicou à RTP. O CM tentou contactar a provedora, mas tal não foi possível. No processo de pedofilia, Fátima Consciência, então directora do Colégio Maria Pia, terá afirmado em tribunal nunca ter ouvido falar de abusos cometidos por Carlos Silvino. 

REESTRUTURAÇÃO NÃO ACABA COM OS CASOS DE VIOLÊNCIA 

Os dois irmãos, de oito e dez anos, que, segundo perícias médico-legais do Instituto de Medicina Legal de Lisboa, foram alvo de abusos, não surgem como casos isolados na Casa Pia. A violência na instituição de acolhimento de crianças carenciadas não terminou, mesmo depois do escândalo de pedofilia, conhecido em Novembro de 2002, e após uma reestruturação. Em Dezembro de 2008, um aluno morreu esfaqueado no Colégio de Pina Manique.

Um mês depois, três alunos deram entrada, feridos, no Hospital de São Francisco Xavier. Em Março de 2008, o Instituto de Medicina Legal confirmava que dois alunos do Lar Cruz Felipe foram alvo de abusos. Para a antiga provedora Catalina Pestana, a "instituição, com aquelas dimensões, com aquelas respostas, não tem justificação em sítio algum do mundo".

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)