Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mais pessoas pedem comida

O arcebispo de Évora, D. José Alves, mostrou-se ontem preocupado com a situação dos novos pobres, pessoas que apesar de terem emprego não conseguem pagar as suas contas.
3 de Junho de 2011 às 00:30
Arcebispo diz que muitas pessoas lhe pedem ajuda pessoalmente
Arcebispo diz que muitas pessoas lhe pedem ajuda pessoalmente FOTO: direitos reservados

O prelado assegura que os casos de pedidos de auxílio à Igreja têm vindo a aumentar quer junto das organizações que dependem da diocese quer a nível pessoal.

"Há muita gente que vem ter directamente comigo. Cresce o número de pessoas que pede refeições e ajuda para pagar água, luz e as despesas habituais de uma família, mas aumentam também os que fazem pedidos aos quais temos dificuldade de dar resposta, como por exemplo, o pagamento da prestação da casa", sublinhou o arcebispo.

Acrescenta que constata que a tendência "será mais para aumentar do que para diminuir", salientando que, apesar dos tempos serem de dificuldade, sente na comunidade "uma maior disposição para ajudar".

O prelado eborense falou ontem aos jornalistas a propósito da apresentação da mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que se assinala no próximo domingo, também o dia em que o País vai eleger a nova Assembleia da República. Sobre esse assunto, D. José Alves deposita alguma esperança que daí advenha mais sentimento de justiça para o País.

"Já que temos de enfrentar austeridade, espero que o próximo Governo se paute pelos princípios da justiça e da verdade", afirmou.

"Seja ele qual for [o próximo Governo] espera-se que cumpra as promessas e, depois, que consiga uma forma de governar que traga para Portugal mais serenidade", acrescentou ainda o arcebispo.

ÉVORA D. JOSÉ ALVES COMIDA POBRES ARCEBISPO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)