Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Mais quatro detidos por crime de incêndio florestal

A Polícia Judiciária (PJ) deteve quatro pessoas pelo presumível crime de incêndio florestal, um ocorrido em Águeda e outro em Pretarouca, Lamego.

24 de Agosto de 2011 às 13:53
Algumas residências não foram atingidas devido à rápida intervenção dos bombeiros
Algumas residências não foram atingidas devido à rápida intervenção dos bombeiros FOTO: Lusa

No primeiro caso, a PJ deteve três jovens, com idades compreendidas entre os 16 e os 21 anos.

O crime terá ocorrido em Águeda, havendo ainda suspeitas que os mesmos tenham provocado outros três focos de incêndio em locais relativamente próximos do primeiro. Ainda não se sabe quais as motivações que terão levado os detidos a atearem os incêndios.

No segundo caso, a PJ identificou e deteve um homem, de 38 anos de idade, desempregado e residente em Lamego que, motivado por um impulso irresistível de atear fogo à floresta e após ingestão de algumas bebidas alcoólicas, utilizando um isqueiro, iniciou um incêndio em Pretarouca no passado dia 19 de Agosto.

O fogo consumiu castanheiros, pinheiros, carvalhos e outra vegetação, tendo também causado danos numa habitação e num veículo automóvel.
 
Algumas residências existentes perto do local do crime só não foram atingidas devido à rápida intervenção dos bombeiros, ajudados por vários meios aéreos.

Os quatro detidos serão presentes a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção adequadas.

A PJ já deteve 22 pessoas durante este Verão pela prática de crimes de incêndio florestal.

lamego águeda incêndio florestal fogo pj crime isqueiro álcool
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)