Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Mansão esvaziada

Desconhecidos esvaziaram sábado à tarde uma mansão da Quinta da Marinha, Cascais, levando artigos diversos de valor estimado em 250 mil euros. A PSP investiga o furto, ocorrido durante uma ausência da dona da casa.
20 de Novembro de 2006 às 00:00
Em queixa apresentada na esquadra da PSP de Cascais, a proprietária da moradia, uma mulher na casa dos 60 anos, denunciou que o crime aconteceu algures entre as 13h00 e as 19h00. “Segundo a queixosa, os autores do furto terão esperado que ela saísse de casa”, disse ao CM fonte policial.
Com o caminho aberto, os assaltantes avançaram para a moradia, situada na Rua dos Sobreiros, em pleno condomínio fechado da Quinta da Marinha. Depois de partirem o vidro de uma das janelas da cozinha, os assaltantes conseguiram entrar na residência.
E a ‘colheita’ dos assaltantes foi proveitosa. “Suspeita-se de que eles já tinham feito uma visita prévia aos arredores da mansão com o intuito de conhecer o seu recheio”, acrescentou o mesmo informador.
Uma grande colecção de jóias, canetas valiosas, telemóveis, electrodomésticos, artigos de som e imagem. Os assaltantes conseguiram fugir com todos estes artigos, aparentemente sem terem sido vistos por ninguém.
De acordo com o primeiro inventário feito pela PSP, o prejuízo deverá estimar-se em 250 mil euros.
A Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Cascais investiga agora o caso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)