Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Mantida prisão preventiva a inspetora da PJ

Ana Saltão, a inspetora da PJ suspeita de matar a avó do marido, a 21 de novembro, em Coimbra, vai manter-se em prisão preventiva por decisão do tribunal de Instrução Criminal.
2 de Março de 2013 às 01:00

A sua advogada, Mónica Quintela, tinha apresentado um recurso no Tribunal da Relação a pedir a alteração para prisão domiciliária. Mas antes de os juízes desembargadores se pronunciarem, o TIC, ao fazer a reapreciação da medida, manteve a prisão preventiva. Mónica Quintela vai recorrer da medida de coação.

judiciária coimbra inspetora homicídio ana saltão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)