Marcelo pede governação estável e forte contra "crises ou surtos sociais"

Presidente da República confirmou que os mercados atribuem um "peso determinante" à estabilidade político-institucional.
Por Lusa|28.11.17
  • partilhe
  • 3
  • +

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta terça-feira a que a área da governação se mantenha estável e forte até ao fim da legislatura, afirmando que são "indesejáveis crises ou surtos sociais inorgânicos".

No encerramento do 1.º Congresso dos Gestores Portugueses, na Culturgest, em Lisboa, o chefe de Estado pediu também e que a oposição supere divisões e seja alternativa, voltando a rejeitar "ilusórios blocos centrais".

Perante uma plateia de gestores, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que nas últimas semanas recebeu e contactou com "múltiplos e importantes agentes financeiros internacionais" e pôde confirmar que os mercados atribuem um "peso determinante" à estabilidade político-institucional.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!