Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Marcha lenta contra fecho

Cerca de 40 pessoas manifestaram--se ontem contra o encerramento das Urgências do Hospital Curry Cabral, em Lisboa, no final de uma marcha lenta que começou de manhã em Santa Iria de Azóia, Loures.
18 de Março de 2007 às 00:00
Populares de dez freguesias afectadas protestaram ontem
Populares de dez freguesias afectadas protestaram ontem FOTO: Bruno Colaço
Depois de terem percorrido as dez freguesias afectadas pelo fecho do serviço, os manifestantes colocaram à porta do hospital uma faixa negra com os dizeres: ‘Não ao fecho destas Urgências’.
A coordenadora concelhia das Comissões de Base de Saúde de Loures e vereadora pela CDU na autarquia, Anabela Feliciano, lembrou que as Urgências foram construídas de raiz em 1998, considerando que ainda estão “adequadas para o serviço que prestam”.
As freguesias servidas pelas Urgências do Curry Cabral são: Portela, Sacavém, Santa Iria de Azóia, Moscavide, Apelação, Unhos, São João da Talha, Camarate, Bobadela e Prior Velho, que representam cerca de 140 mil utentes. Estiveram no protesto os presidentes das Juntas de Freguesia de São João da Talha, Santa Iria de Azóia e de Camarate, todos da CDU.
Ver comentários