Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125

Acção, promovida pela Comissão de Utentes da Via do Infante, iniciou-se pelas 15h30.
17 de Abril de 2017 às 18:59
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Marcha lenta de protesto contra portagens causa constrangimentos na EN125
Uma caravana automóvel percorreu hoje em marcha lenta a Estrada Nacional 125 (EN125), no Algarve, para exigir o fim das portagens na A22, causando constrangimentos no trânsito naquela via que atravessa a região algarvia.

O protesto, promovido pela Comissão de Utentes da Via do Infante (CUVI), iniciou-se pelas 15:30 nas Quatro Estradas (Loulé) e terminou duas horas e meia depois no concelho de Lagoa, num percurso com cerca de 40 quilómetros, acompanhado por batedores da Guarda Nacional Republicana.

A caravana, composta por cerca de duas dezenas de veículos, provocou perturbações na circulação do trânsito na EN125, protesto que foi entendido pelos condutores "como importante e necessário para acabar com a cobrança na Via do Infante".

Os manifestantes exigem o fim das portagens na Via Infante de Sagres (A22), a antiga Scut (autoestrada Sem Custos para o Utilizador), considerando que com portagens, "a mesma não é alternativa à Estrada Nacional 125, estrada reconhecida como uma das mais perigosas do país".

"Este protesto é mais uma demonstração de que a luta contra as portagens irá continuar até que o Governo reverta a situação, ou seja, decida acabar com o pagamento na A22", disse à agência Lusa João Vasconcelos, deputado do Bloco de Esquerda e dirigente da CUVI.

Para o dirigente do movimento cívico, a marcha lenta "é uma forma de dizer ao Governo que já chega de tanta tragédia na EN125, com o registo de mais de dez mil acidentes".

"É uma tragédia que tem de acabar e, na nossa opinião, a isenção de portagens na Via do Infante iria diminuir o trânsito rodoviário na EN125, aumentando a segurança de quem por ali tem de circular", destacou.

O também parlamentar e candidato à Câmara de Portimão frisou que "a luta vai continuar, com o pedido de audiências ao Presidente da República e ao primeiro-ministro, iniciativas que estão a ser agendadas para breve".

João Vasconcelos considerou ainda que as portagens, que vigoram desde 2011 na A22, "são um travão ao desenvolvimento do Algarve, afetando negativamente o turismo, principal motor da economia da região e do país".

"O Algarve perde competitividade no turismo e o Governo tem de reverter a situação e acabar com as portagens", concluiu.
Loulé Quatro Estradas Estrada Nacional 125 EN125 Comissão de Utentes da Via do Infante Algarve CUVI A22 Lagoa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)