Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

MARCHA LENTA NA CREL

Já está na estrada o protesto contra as portagens na Cintura Regional Externa de Lisboa (CREL), que estão em vigor desde o dia um de Janeiro. A marcha lenta, convocada pelo recém criado Movimento de Cidadãos pela Mobilidade, teve o seu início nas portagens de Queluz, onde diversas caravanas se concentraram.
6 de Janeiro de 2003 às 09:05
O protesto tem o apoio do Partido Socialista, que, segundo o deputado e líder da concelhia socialista de Lisboa, Miguel Coelho, “não convoca a acção de protesto mas está solidário”.

O protesto tem sido acompanhado de um enorme buzinão da caravana que circula a uma velocidade de 40 quilómetros/hora.
Os manifestantes utilizaram como forma de protesto notas de elevado valor ou então muitas moedas, o que dificultou o trabalho dos portageiros.

O início deste protesto decorreu nas portagens de Queluz, onde diversas caravanas se concentraram para seguir em marcha lenta ao longo de toda a via.

O protesto termina perto das 10h00, altura em que responsáveis do Movimento de Cidadãos pela Mobilidade dão uma conferência de imprensa na área de serviço da CREL (sentido Queluz-Alverca).

Um porta-voz do Movimento considerou este protesto muito positivo manifestando a sua satisfação pela participação de diversos autarcas da área metropolitana de Lisboa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)