Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Marco 'Orelhas' constituído arguido após entregar-se à PJ. Recusou prestar declarações

Homem estava em parte incerta após morte de adepto nos festejos do título do FC Porto.
Tânia Laranjo 16 de Maio de 2022 às 11:28
A carregar o vídeo ...
"Entregou-se de forma voluntária": advogada presta esclarecimentos sobre a entrega de 'Orelhas'
Marco 'Orelhas' entregou-se à Polícia Judiciária do Porto, na manhã desta segunda-feira, na sequência da morte do adepto do Fc Porto Igor Silva nos festejos do título. O homem foi constituído arguido e recusou prestar declarações às autoridades. 

Marco Gonçalves, numero dois da claque dos Superdragões estava em parte incerta há mais de uma semana, altura em que Igor Silva foi assassinado à facada durante os festejos do FC Porto. O filho de Marco foi detido na semana passada e acabou por ficar em prisão preventiva depois de ser levado a juiz.

Marco ‘Orelhas’ tinha medo de represálias contra os seus familiares. Horas depois dos primeiros disparos no Bairro do Cerco, no Porto, o pai de Renato - o jovem que está em prisão preventiva pela morte de Igor Silva - fez chegar ao DIAP um requerimento dando conta de que pretendia entregar-se. Quer responder à Justiça pelas suspeitas de ofensas corporais agravadas e quer acalmar os ânimos que atualmente se vivem na Invicta.

Recorde-se que Igor Silva, de 26 anos, foi esfaqueado durante os festejos do título de campeão nacional do FC Porto junto ao estádio do Dragão, e acabou por não resistir ao ferimentos. A rixa começou em Lisboa com Igor Silva, vítima mortal, e Marco 'Orelhas'. A vítima mortal terá atirado duas pedras a 'Orelhas' e depois fugiu. Quando Igor chega ao Porto, a claque vai tirar satisfações.

Ver comentários
}