Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19

Centro de Acolhimento tem 60 camas e é gerido por pessoal do Serviço Nacional de Saúde e da Segurança Social.
Sérgio A. Vitorino 16 de Janeiro de 2021 às 15:57
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19
Marinha portuguesa acolhe quatro doentes infetados com Covid-19

A Marinha acolheu nos últimos dois dias, na Base Naval de Lisboa (Alfeite, Almada) quatro doentes infetados por Covid-19, no seguimento do apoio que as Forças Armadas têm feito aos hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo, no limite máximo de capacidade de internamento de vítimas da pandemia.

O Centro de acolhimento de doentes, disponibilizado pela Marinha Portuguesa, está na Escola de Tecnologias Navais,

"Os doentes foram acolhidos, na sequência de um pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil ao Estado-Maior-General das Forças Armadas", refere este órgão .

Este Centro de Acolhimento, a funcionar como estrutura de retaguarda, tem 60 camas, "disponibiliza alojamento e alimentação aos doentes, e é guarnecido e gerido por pessoal do Serviço Nacional de Saúde e da Segurança Social", explica.

"As Forças Armadas disponibilizaram ao Serviço Nacional de Saúde, e ao Ministério do Trabalho Solidariedade e Segurança Social,11 centros de acolhimento de doentes, em unidades militares dos três Ramos, no Continente e Ilhas os quais dispõem de um total de 840 camas, para acolher doentes infetados por COVID-19, sem critérios de gravidade", explica o EMGFA.

Ver comentários