Mata 'ex' com 30 facadas mas diz que o fez em auto-defesa

Julgamento decorre em Castelo Branco. João Silva confessou crime mas não sabe explicar o que fez.
Por A.S.|01.03.19

O homem que a 9 de março do ano passado matou a ex-namorada com uma série de facadas em Aldeia Nova do Cabo, no Fundão, disse esta quinta-feira em tribunal que a vítima o atacou primeiro, durante uma discussão sobre o fim da relação. "Ela tirou a camisola e tentou beijar-me e eu quis sair, mas ouvi um barulho e quando me virei ela tinha uma faca na mão e apontou-a a mim enquanto me dizia que se eu não ia ser dela, não seria de mais ninguém", afirmou João Silva ao coletivo de juízes.

Na primeira sessão do julgamento que decorreu no Tribunal de Castelo Branco, o homicida confesso disse que apenas se quis defender, mas não conseguiu explicar como é que Vera Lopes acabou esfaqueada com quase trinta golpes no tronco, pescoço, cabeça e braços.

Perante o coletivo de juízes, o arguido disse ainda estar "muito arrependido" e pediu desculpa à família da vítima, sobretudo aos três filhos menores. Ouvidas todas as testemunhas no processo, a próxima sessão, dia 7, às 14h00, será dedicada às alegações finais.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!