Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Mata mulher e esconde corpo

Português de 37 anos preso por suspeitas de ter assassinado vítima com golpes de faca
31 de Março de 2014 às 08:01
Emigrante é suspeito de ter desferido vários golpes na vítima, que abandonou num banco de jardim
Emigrante é suspeito de ter desferido vários golpes na vítima, que abandonou num banco de jardim FOTO: Simulação/istockphoto

Um português de 37 anos foi detido na última quinta feira pela Guardia Civil por ser o principal suspeito do homicídio de uma mulher de 43. Sílvia Santomé foi assassinada num jardim de Madrid, com vários golpes de faca, e o homicida cobriu depois o corpo com uma manta. A vítima foi encontrada por populares. Já foi confirmado que o emigrante manteve uma relação amorosa com a mulher assassinada.

O português foi localizado e detido. Os polícias ouviram-no e optaram por mantê-lo nos calabouços até se chegar à conclusão sobre o que realmente motivou o homicídio – mas os agentes consideram que o emigrante português agiu por ciúmes e vingança.

Na altura em que foi detido, o homem negou a autoria do crime, não tinha qualquer identificação e disse apenas que tinha naturalidade belga. Os polícias descobriram agora que o homem mentiu e que é português.

Além disto, só as perícias ao corpo da vítima poderão revelar o dia exato em que a mulher espanhola foi assassinada.

Os polícias não têm a certeza de que a vítima morreu naquele banco de jardim, não estando posta de parte a possibilidade de o corpo ter sido transportado quando a mulher já estava morta.

morte assassínio madrid Espanha corpo faca Guardia Civil
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)