Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Mata mulher e vê pena ser reduzida

Jorge Costa, de 40 anos, terá agora que cumprir 16 anos de cadeia. Assassinou Sandra com 37 facadas após ter descoberto que esta lhe era infiel
23 de Setembro de 2013 às 01:00
Arguido Jorge Costa foi condenado em 1.ª instância a 18 anos de prisão
Arguido Jorge Costa foi condenado em 1.ª instância a 18 anos de prisão FOTO: Manuel Araújo

Jorge Costa, que em novembro de 2011 matou a mulher com 37 facadas, na Maia, viu a sua pena ser reduzida para 16 anos de cadeia. O homicida tinha sido condenado na 1ª instância a 18 anos, mas o Supremo decidiu agora diminuir a condenação por entender que o arguido era bem visto por amigos e familiares e não tinha antecedentes criminais. Contribui também o facto de o homicida ter-se entregue às autoridades de forma voluntária.

O arguido, de 40 anos, estava divorciado da mulher, Sandra Pinto, há alguns anos, mas apenas por questões fiscais. Continuavam a morar na mesma casa e mantinham a relação. Meses antes do crime, Jorge começou a suspeitar que Sandra teria outro homem. O homicida sentia que a mulher, com quem tinha dois filhos, de 17 e 9 anos, andava distante.

A 4 de novembro de 2011, Jorge pegou no telemóvel da vítima e leu várias mensagens românticas que esta mantinha com um desconhecido. Quando Sandra chegou a casa foi confrontada por Jorge. A vítima admitiu, então, que queria terminar a relação de forma definitiva. O arguido, que está na cadeia desde a altura do crime, ficou furioso. Pegou numa faca e desferiu 37 facadas, de forma extremamente violenta, em várias partes do corpo da mulher.

O crime ocorreu no quarto do casal, que estava trancado à chave. Do lado de fora, o filho mais velho, que estava na companhia da namorada, tentou a todo o custo entrar, mas sem sucesso.

O homicida tem ainda de pagar 65 mil euros de indemnização aos filhos. 

morte pena reduzida maia tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)