Mata mulher em França e conduz até Sacavém

Esfaqueou a namorada em Toulouse e fugiu para Portugal, tendo entrado na esquadra da PSP com roupas ensaguentadas.
Por João Tavares|08.01.19
Movido pelos ciúmes, por suspeitar que a namorada o traía com outro homem, Felisberto Semedo, de 30 anos, pegou em duas facas e matou Mónica Duarte, de 29, numa casa em Bellefontaine, na cidade francesa de Toulouse.
Homem que matou a mulher em França entregou-se em Portugal

O homem – que tal como a vítima nasceu em Cabo Verde mas tem nacionalidade portuguesa – pegou depois no carro e percorreu 1250 km até Lisboa. Entrou de roupas ensaguentadas na esquadra da PSP de Sacavém, em Loures, pela hora de almoço de domingo – cerca de 12 horas após o crime.

Disse aos agentes que era procurado pela polícia francesa pela morte da namorada e que queria entregar-se.

Segundo a imprensa francesa, foi o irmão de Mónica quem deu o alerta. Ao entrarem no apartamento do casal, encontraram o cadáver de Mónica com duas facas espetadas. Num quarto dormia uma menina de seis anos, filha do casal. Não se terá apercebido do crime brutal.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De viriato_luso08.01.19
    em França a pena máxima por assassinato é prisão perpétua, em Portugal 25 anos màximo, por esse motivo não pode ser extraditado para França, a menos que ele aceite, mas será julgado em Portugal
1 Comentário
  • De viriato_luso08.01.19
    em França a pena máxima por assassinato é prisão perpétua, em Portugal 25 anos màximo, por esse motivo não pode ser extraditado para França, a menos que ele aceite, mas será julgado em Portugal
    Responder
     
     0
    !