Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Mata o colega à machadada

Um homem foi encontrado morto anteontem à noite em Rostos, Caldas da Rainha, com um golpe na cabeça proferido por uma machada, apreendida no local. As circunstâncias da morte do imigrante ucraniano estão a ser investigadas pela PJ de Leiria, que ontem à noite já tinha detido um colega de casa da vítima por homicídio.

1 de Março de 2013 às 01:00

Nykola Abolonchykov, 49 anos, ocupava com Leanid Lapotko, 48 anos, bielorrusso, o anexo de uma casa na rua Julião de Almeida. Outros estrangeiros permaneciam ali temporariamente. "Só nos davam despesa com água e luz, e não nos pagavam", contou ao CM uma familiar dos donos do imóvel. Foi esta mulher quem abriu a porta ao bielorrusso, na noite de quarta-feira. "Tocou à campainha, na altura em que estava a dar o jogo do Benfica, e disse que o colega estava morto", relatou.

As autoridades policiais foram alertadas, e a investigação passou para a PJ, que recolheu indícios no local.

O bielorrusso foi desde logo primeiro detido porque se encontrava ilegal no País e não tinha cumprido a notificação do SEF em 2008 para sair em 30 dias. Foi por isso presente ao Tribunal das Caldas da Rainha e, ontem à noite, estava novamente com a PJ, já indiciado pelo homicídio do colega ucraniano.

morto colega cabeça machado
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)