Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Mata português e apanha 40 anos

José Salgado, de Sapiãos, assassinado em assalto à sua mercearia.
Sérgio A. Vitorino 25 de Julho de 2017 às 01:30
José Salgado foi atingido mortalmente com um tiro no pescoço
Mercearia que era propriedade da vítima
José Salgado foi atingido mortalmente com um tiro no pescoço
Mercearia que era propriedade da vítima
José Salgado foi atingido mortalmente com um tiro no pescoço
Mercearia que era propriedade da vítima
Quarenta anos de cadeia. Foi esta a pena a que foi condenado o homem que em abril de 2015 matou a tiro o emigrante português José Salgado, de 57 anos, ao balcão da sua mercearia, em Bridgeport, no Connecticut, Estados Unidos. O comerciante originário de Sapiãos, Boticas, encontrava-se com a mulher, Maria Isabel, quando foram alvo de um assalto violento.

Leighton Vanderberg, de 23 anos, já tinha as poucas dezenas de dólares que Salgado guardava no bolso quando se voltou para trás e atingiu o português com um tiro no pescoço. A mulher assistiu a tudo horrorizada. O emigrante acabou por morrer no hospital. O crime abalou a comunidade. "Infelizmente mataram um amigo de todos", lamentou então ao CM Arminda Pereira, emigrante.

"Cometeu um crime monstruoso. Os Salgado são pessoas de bem, um recurso da comunidade e da cidade. Você merece cada um dos anos desta sentença", disse o juiz Robert Devlin dirigindo-se a Vanderberg. Os filhos e restante família de José Salgado assistiram a todas as sessões do julgamento. "Preferimos não pensar naquele dia, mas sim em todo o bem que o nosso pai fez. Era uma inspiração para todos", disse em tribunal o filho Joe.

O homicida pediu desculpa à sua família e filhos bebés. "Quero também pedir perdão à família Salgado. Foi uma situação difícil para todos", afirmou Vanderberg. No crime estava acompanhado de Treizy Lopez, 20 anos e a aguardar sentença, e viram a mercearia como um roubo de oportunidade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)