Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Matam à pedrada e levam 16 anos (COM VÍDEO)

Agrediram Fernando Pereira, até à morte, com pedras da calçada. Já com a vítima prostrada no chão e desfigurada, Fábio Mendes e João Fragoso pegaram num bloco de cimento e lançaram-no à cabeça do homem. Depois, um dos agressores tirou uma fotografia do cadáver e enviou por SMS para os amigos. Ontem, o Tribunal de São João Novo, no Porto, condenou os jovens a 16 anos de prisão. Já Bruno Silva foi absolvido. Terão de pagar 125 mil euros de indemnização à família.

13 de Julho de 2012 às 01:00
 Fábio Mendes (à esquerda) foi condenado ontem pela morte de Fernando Pereira
Fábio Mendes (à esquerda) foi condenado ontem pela morte de Fernando Pereira FOTO: Eduardo Martins

O caso remonta à noite de 2 de Setembro de 2011, após Bruno ter discutido com a vítima por estar a urinar perto dos seus pés - numa rulote na rua Manuel Pinto de Azevedo. Dois amigos foram em auxílio de Bruno e, depois de espancar a vítima - que tinha estado a celebrar o aniversário do filho - arremessaram pedras até aquele cair inanimado. "Actuaram em circunstâncias que revelam especial censurabilidade. Mataram por motivo fútil. Foi um acto despropositado e muito grave", disse a juíza no final da leitura do acórdão.

Fábio Mendes era o único arguido que estava em preventiva. Bruno estava em liberdade e João está desaparecido - sendo que foi emitido um mandado de captura. "O Fábio revelou comportamento violento e não mostrou nenhum laivo de remorso ou pena", acrescentou a magistrada. No final da audiência, os familiares da vítima exaltaram--se e foram escoltados pela PSP. "Não há justiça. Queremos o Bruno na cadeia", gritavam.

Porto espancamento fotografia corpo vítima pedrada
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)