Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

“Matei o meu pai”

Miguel Cadilhe, 21 anos, confessou esta manhã ao tribunal ter morto o pai, um campeão de poker, depois de uma discussão.
27 de Novembro de 2012 às 12:45
Miguel Cadilhe, de 20 anos, confessou hoje ter morto o pai e simulado um assalto para não ser apanhado pelas autoridades
Miguel Cadilhe, de 20 anos, confessou hoje ter morto o pai e simulado um assalto para não ser apanhado pelas autoridades FOTO: D.R.

O crime ocorreu a 9 de Novembro de 2011, na casa de Manuel Cadilhe, 49 anos, em Vila do Conde. O jovem, logo que foi detido pela PJ confessou ser o autor da morte do campeão de poker.

Esta manhã, enquanto o juiz lia a acusação o jovem ia confessando, ponto por ponto, os pormenores do crime. "Não havia dúvidas de que tinha sido eu a matar, mas ao mesmo tempo queria fugir e não deixar vestígios", explicou o jovem ao tribunal.

Recorde-se que Miguel Cadilhe simulou um assalto à casa do pai. Depois de o matar, o jovem lançou o fogo à casa para apagar todos os vestígios que o ligassem ao crime.

Para logo à tarde estão previstos os depoimentos das testemunhas de acusação

MATA PAI CADILHE VILA DO CONDE POKER
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)