Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Matou marido após 30 anos de terror

Foram cerca de trinta anos de agressões, discussões violentas e actos desumanos, mas Teresa Martins nunca quis deixar o marido. Os vizinhos garantem que há muitos anos se previa uma tragédia para a mulher. Mas acabou por ser o homem a morrer com uma faca de cozinha espetada no peito.
8 de Dezembro de 2006 às 00:00
Natália Guimarães lamenta que a vizinha Teresa Martins, suspeita de assassinar o marido, tenha sido detida, já que era vítima de maus tratos praticados pelo cônjuge
Natália Guimarães lamenta que a vizinha Teresa Martins, suspeita de assassinar o marido, tenha sido detida, já que era vítima de maus tratos praticados pelo cônjuge FOTO: Sérgio Freitas
Conforme noticiou ontem o CM, Teresa Martins, de 52 anos, é acusada do homicídio de João Faria, de 52 anos, e vai aguardar julgamento na cadeia de Santa Cruz do Bispo, para surpresa dos vizinhos, que consideram a detenção da suspeita “uma injustiça”. O crime ocorreu na noite de segunda-feira, em Vila Nova de Infantas, Guimarães.
Teresa Martins estava a cortar couves para uma sopa, quando o marido – desempregado e com problemas de alcoolismo – chegou a casa e exigiu que não fosse feita qualquer refeição. Após discussão, João Faria ter-se-á dirigido à mulher, que o atingiu no lado esquerdo do peito, com a faca que tinha na mão.
Ao deparar com o corpo no chão, uma filha do casal – que acabava de entrar em casa – pediu a ajuda de uma vizinha, Natália Guimarães, que se debruçou sobre o corpo e se apercebeu “do pequeno orifício que estava no peito”. Na altura, Teresa Martins negou a agressão, começando por afirmar que o marido tinha caído.
A população de Vila Nova de Infantas mostra-se perplexa com a morte de João Faria e a detenção de Teresa Martins. Os vizinhos foram unânimes em realçar o mau feitio da vítima e relatam atitudes grosseiras em casa. A mulher e os filhos – um rapaz e uma rapariga casados e um outro solteiro – já tinham apresentado queixas na GNR.
Natália Guimarães conta vários casos “desumanos”, como recusar refeições aos filhos e dar a comida ao cão. “Bebia muito e estava fraco”, sublinham os vizinhos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)