Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

MATOU O IRMÃO COM ARMA DO PAI

Uma criança de 14 anos foi mortalmente alvejada pelo irmão, de 15, quando brincavam com a caçadeira do pai que se encontrava carregada e ao alcance das crianças.
21 de Março de 2003 às 00:00
A tragédia ocorreu pelas 21h00 de anteontem na aldeia de Talhas, em Macedo de Cavaleiros. O pai saiu para ir tomar café e a mãe mandou os filhos para o quarto para fazerem os deveres escolares para o dia seguinte. A certa altura, os irmãos resolveram brincar com a caçadeira de cano único do pai, que ali se encontrava pendurada.

José apontou a arma a Sérgio e este, instintivamente, pôs-lhe a mão à frente do cano. Uma pressão no gatilho e a explosão ecoou pela casa. Sérgio ficou sem um dedo e foi alvejado na barriga. Em pânico, José correu para a cozinha para que o irmão fosse socorrido. E enquanto a mãe tentava desesperadamente ajudar o filho baleado, o autor do disparo saía em direcção ao monte.

Um médico do Hospital de Macedo de Cavaleiros que reside na aldeia foi de imediato mas Sérgio não resistiu aos ferimentos e morreu. As atenções concentraram-se então em José: a aldeia tinha-o visto a correr desenfreadamente pelo monte e temia-se que fizesse alguma loucura.

Só foi encontrado horas mais tarde, por populares e GNR, em estado de choque, pelo que lhe foram ministrados calmantes. José foi levado pela Guarda e por ordem do Ministério Público ficou no posto até ontem ser presente a tribunal. Dormiu em companhia da mãe.

O juiz que o ouviu chegou à conclusão de que se tratara de um acidente por negligência, pelo que o libertou. Além do mais, o jovem padece de uma doença oncológica e necessita regularmente de tratamentos de quimioterapia.

A família está destroçada. O pai, era tido como “muito cuidadoso” e emprestara recentemente a caçadeira a um amigo que, por descuido, lha devolveu carregada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)