Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

MAU AR NA AMADORA E SINTRA

Os moradores dos concelhos de Amadora e Sintra correm o risco de estar a respirar ar com produtos cancerígenos libertados pela incineradora do Hospital Amadora-Sintra, suspeita de funcionar irregularmente, revela um relatório municipal ontem apresentado.
27 de Setembro de 2003 às 00:00
O Amadora-Sintra garante que não tem nada a ver com a incineradora
O Amadora-Sintra garante que não tem nada a ver com a incineradora FOTO: Hugo Correia
O alerta consta de um relatório da Comissão de Ambiente da Assembleia Municipal da Amadora sobre a incineradora do Hospital Amadora- -Sintra, a funcionar há dez anos.
A comissão concluiu que a incineradora não tem "as condições técnicas adequadas, tais como a monitorização e tratamento dos gases", o que significa que está a ser violada uma directiva europeia sobre a incineração.
Por se tratar de lixos hospitalares perigosos, significa que a população dos concelhos da Amadora e Sintra pode estar a respirar "produtos cancerígenos e que interferem com o sistema hormonal, originando graves disfunções do organismo".
Fonte da comissão ainda que na ausência de um acompanhamento sobre os efeitos na população dos produtos libertados por esta incineradora, apenas um rastreio aos moradores poderia afastar suspeitas.
É exigida ainda uma auditoria ambiental, para clarificar o impacto da incineradora. Ali se refere que a continuação da laboração da incineradora, a não divulgação dos resultados das análises e a emissão dos gases poluentes nas condições actuais, podem, "continuar a alimentar o ar que os cidadãos respiram, com uma enorme probabilidade de se inspirarem dioxinas e furanos".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)