Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

MAU TEMPO COMPLICA TRÂNSITO EM LISBOA

O vento e os aguaceiros fortes causaram entre as 6h00 e as 15h00 de ontem, 33 acidentes, só no interior da cidade de Lisboa. Esta a explicação encontrada pela PSP e GNR, a que se junta um dado significativo do Instituto de Meteorologia (IM), segundo o qual se registaram rajadas que “na estação do aeroporto chegaram a atingir os 80 km/hora”, revelou ao Correio da Manhã, um dos técnicos de serviço do IM.
17 de Setembro de 2002 às 21:55
O primeiro dia de trânsito complicado depois das férias teve, para as autoridades, três razões: “o mau tempo, muitos toques de viaturas no interior da cidade que entupiram as principais vias e o aumento do tráfego devido ao regresso às aulas em força, depois da apresentação de segunda-feira”.

Ontem, durante o período da manhã as autoridades reguladoras de trânsito registaram algumas situações mais críticas.

O que mais trabalho e transtornos causou foi o choque em cadeia registado na entrada de Campolide do Eixo Norte-Sul, que envolveu sete viaturas no sentido sul-norte, embora não tenha provocado vítimas.

Também na A5, auto-estrada Cascais-Lisboa, a circulação se tornou “dolorosa” com as dificuldades a fazerem-se sentir no alto do Monsanto, antes da descida para o viaduto Duarte Pacheco.

A entrada oriental da cidade quer no túnel do Grilo (junto à Calçada der Carriche) quer a partir de Sacavém manifestou-se problemática, aí devido à chuva forte, neblina intensa e ventos cruzados e fortes que motivaram toques e o abrandamento da circulação, provocando grandes filas de automóveis.

Os meteorologistas de serviço revelaram ao nosso jornal que, “hoje devem manter-se o vento forte e os aguaceiros intensos”, pelo que a precaução deve estar presente.

Situações críticas

Ponte 25 de Abril

Ao contrário do que é habitual, ontem, às 9h30, ainda existia uma fila compacta, no sentido sul-norte, ininterrupta até à baixa de Almada. No sentido contrário, os maiores problemas sentiam-se junto à saída para a Caparica e Almada por causa das novas vias de acesso ao Almada Fórum, que ontem foi inaugurado.

IC-19 difícil

A via rápida que liga Sintra a Lisboa mantinha-se às 9h30 congestionada, registando-se uma série de pequenos toques. A normalidade foi reposta um pouco mais tarde do que o normal. Por volta daquela hora, no sentido norte-sul, a fila começava no radar do aeroporto, enquanto no inverso os primeiros automóveis a abrandar o faziam a seguir ao Estado-Maior da Força Aérea.

Segunda circular

Em toda a extensão da Segunda Circular registaram-se entre as 6h30 e as 10h00 filas ininterruptas, devido à chuva intensa e ao vento forte registado na zona do aeroporto. A estação meteorológica registou naquele local rajadas de 80 km/hora.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)