Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

MAU TEMPO E VELOCIDADE MATAM DOZE

Doze pessoas perderam a vida nas estradas portuguesas, no sábado, dia em que a Brigada de Trânsito (BT) da Guarda Nacional Republicana registou um total de 357 acidentes. A velocidade excessiva aliada ao mau tempo que assolou todo o País explicam, segundo aquela força de segurança, o aumento anormal da sinistralidade.
23 de Setembro de 2002 às 01:20
Doze mortos – seis registados pela BT e outros seis pelos destacamentos territoriais – e 142 feridos em 357 acidentes colocaram o dia de anteontem no 'ranking' dos mais mortíferos.

“Já no dia 1 e 15 deste mês registámos dez mortos”, lembrou ontem o oficial de serviço à BT, recordando que se trataram de dias de regresso ou partida de férias.
Sábado, o acidente ocorrido na Estrada Nacional (EN) 10 – noticiado ontem no nosso jornal – onde perderam a vida quatro pessoas, contribuiu muito para o resultado trágico.

Tal como contribuíram “as condições atmosféricas aliadas à velocidade excessiva”, frisou o oficial da BT, salientando que a região Sul foi a mais flagelada pela sinistralidade.

Nas fiscalizações realizadas anteontem a 5 241 condutores, um quinto destes foi alvo de autos de contra-ordenação – sendo que 426 o foram por infracções graves e muitos graves –, 334 detectados a conduzir em excesso de velocidade e 151 por terem ingerido bebidas alcoólicas em demasia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)