Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Medicamentos perdem ajuda

Medicamentos para o tratamento do colesterol elevado, calmantes, antibióticos, insulina para diabéticos, remédios para o alívio das dores e das doenças do aparelho digestivo são alguns exemplos dos 146 medicamentos, de diferentes dosagens e quantidades, que perderam a comparticipação do Estado.
28 de Julho de 2006 às 00:00
Mais medicamentos vão perder a comparticipação do Estado
Mais medicamentos vão perder a comparticipação do Estado FOTO: Enric Vives Rubio
A nova lista dos fármacos que perderam as ajudas do Serviço Nacional de Saúde foi ontem publicada em Diário da República, aviso 8258/2006, de 27 de Julho.
O Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (Infarmed) afirma ao CM que estes medicamentos “não estavam disponíveis para os utentes” e que a esmagadora maioria “nunca esteve à venda nas farmácias e por isso a sua descomparticipação não afecta os utentes”. O texto do Diário da República explica que a descomparticipação entra em vigor se o fabricante não comercializar no prazo de um ano.
Ver comentários