Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Médico condenado por homicídio

O Tribunal de Santa Cruz das Flores, Açores, condenou um médico do Centro de Saúde daquela ilha pelo crime de homicídio por negligência de um jovem em 2005.
26 de Março de 2008 às 16:20

De acordo com o advogado de acusação, Francisco Abreu dos Santos, o Tribunal reuniu as provas suficientes para comprovar que o médico, José Sidónio, aplicou uma dosagem de medicamentos anormal, que causou a morte do jovem.


César Pacheco, 30 anos, deu entrada nos serviços de urgência do Centro de Saúde das Flores, em Agosto de 2005, com sinais de cólicas renais.


O advogado de acusação adianta que o Tribunal vai agora determinar o valor da indemnização que o médico terá que pagar á família do jovem, pelos danos morais causados. Durante o julgamento a acusação exigiu o pagamento de um montante superior a 300 mil euros.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)