Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Médico idoso salva a mulher do fogo

Vítima sofreu queimaduras ligeiras. Chamas destruíram casa.
Paula Gonçalves 8 de Janeiro de 2017 às 03:00
Moradia ficou totalmente destruída pelas chamas que desalojaram um casal de idosos
Moradia ficou totalmente destruída pelas chamas que desalojaram um casal de idosos FOTO: Gonçalo Ermida
O quarto em que Maria Alda Simões, de 78 anos, dormia em Touriz, Tábua, já estava em chamas quando o marido, da mesma idade, abriu a porta este sábado pelas 06h15. José Rio Simões, médico aposentado, entrou na divisão e salvou a mulher do fogo, que consumiu toda a habitação.

Com mobilidade reduzida, Maria Alda Simões, professora aposentada, não conseguia fugir das chamas. Acabou por sofrer apenas queimaduras ligeiras nas pernas, tendo sido assistida no Centro de Saúde de Tábua. "Não sei onde é que ele foi buscar tanta energia para a conseguir retirar", comentou um vizinho.

Um dos cães do casal foi igualmente salvo. O outro morreu no incêndio. "Uma das preocupações era esse animal de estimação que foi depois encontrado por nós já morto", lamenta Paulo Rodrigues, comandante dos Bombeiros de Vila Nova de Oliveirinha, que combateram o fogo.

O incêndio terá começado junto da mesa de cabeceira. As chamas propagaram-se rapidamente por toda a habitação, deixando José Rio Simões, que durante vários anos foi cardiologista no Hospital Garcia de Orta, em Almada, e a mulher em choque.

"Era uma moradia antiga, em tabique, com tectos e sobrados em madeira, com grande de carga térmica. Havia também muitos livros. Tudo junto, ajudou a que o fogo se propagasse mais depressa do que era expectável", conta o comandante dos bombeiros. As causas do fogo são desconhecidas.
Ver comentários