Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Médico punido por burla com receitas

Pena de 5 anos de prisão, suspensa, por burla e falsificação no Algarve.
Ana Palma 1 de Fevereiro de 2018 às 08:32
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Médicos
Um médico de Albufeira, Albano Mendonça, foi ontem condenado, no Tribunal de Portimão, a cinco anos de prisão, pena suspensa, por burla qualificada e falsificação de documento. Um farmacêutico de Silves foi condenado a uma pena suspensa de dois anos de prisão por cumplicidade na burla do médico. Outra farmacêutica foi absolvida por falta de provas.

O coletivo deu como provado que o médico, de 62 anos, passou mais de 300 receitas de medicamentos e exames em nome de utentes do Serviço Nacional de Saúde, sobretudo pensionistas, sem que estes tivessem sequer sido consultados. Usava os números de utentes do Centro de Saúde de Silves e da Extensão de Algoz, onde na altura trabalhava, bem como de uma clínica em Albufeira.

Os medicamentos eram depois adquiridos pelo médico em farmácias em Silves e na Guia, as quais recebiam as comparticipações, que eram pagas pelo Estado através da Administração Regional de Saúde. O Estado foi lesado em cerca de 20 mil euros, entre 1999 e 2001.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)