Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

MÉDICOS AMEAÇAM LISTAS DE ESPERA

Os médicos suspenderam ontem ao fim do dia a greve prevista para se prolongar até ao dia 11 de Agosto nos hospitais de S. José, Capuchos, Desterro e Curry Cabral (Hospitais Civis de Lisboa), e da paralisação até meados de Setembro no hospital Santa Maria e ainda no Hospital Distrital de Aveiro, depois de uma reunião tida ontem entre os dois sindicatos para analisar novas formas de luta contra o não pagamento das horas extras pela tabela única das 42 horas.
30 de Julho de 2003 às 00:00
Os médicos acusam ministro de não cumprir a lei em vigor
Os médicos acusam ministro de não cumprir a lei em vigor FOTO: Arquivo CM
O secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), Carlos Arroz, em declarações ao CM admite novas formas de luta, que podem passar por os clínicos não fazerem mais que as obrigatórias 12 horas extraordinárias, o que vai provocar a paralisação "per si" dos vários serviços clínicos, incluindo a não participação no programa de recuperação das listas de espera.
"Decidimos suspender a greve e reformular as formas de luta, analisando hospital a hospital porque há muitas assimetrias", diz Carlos Arroz.
As assimetrias referidas são de alguns hospitais do Algarve e da região Centro que pagam as horas extraordinárias nas urgências por uma tabela única para as 35 ou 42 horas semanais, o que não se passa nos hospitais de Lisboa e Vale do Tejo.
Os 42 médicos de Aveiro suspenderam ontem a greve depois de terem a garantia que vão receber integralmente os retroactivos, que correspondem ao pagamento de um milhão de euros, por 72 horas extras semanais. "Em S. José são 300 médicos que esperam o pagamento de 48 horas extras por semana", conclui.
Ontem, o ministro Luís Filipe Pereira afirmou que "não são pagas as horas aos médicos que não cumprem os requisitos. Estamos a pagar as horas àqueles médicos que contribuem para o programa das listas de espera e não podemos esquecer que há um diferencial de dez milhões de contos".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)